Pesquisa personalizada

sábado, 4 de julho de 2009

Gildo de Freitas Vs. Teixeirinha VII



Dando prosseguimento a serie de artigos sobre a rivalidade entre Teixeirinha e Gildo de Freitas. Não deixem de conferir também:


Gildo x Teixeirinha I

Gildo x Teixeirinha II

Gildo x Teixeirinha III

Gildo x Teixeirinha IV

Gildo x Teixeirinha V

Gildo x Teixeirinha VI


Fiquem agora com a sétima edição:


O Facão do Teixeirinha

Se de fato o “Relho Trançado” não era para Gildo de Freitas da mesma forma devemos encarar o “Facão de Três Listas” gravado no Lp “Última Ginetiada” de 1974.


Na música Teixeirinha afirma que o “velho” e o “filho” vieram na briga e ele deixou marcado, portanto mais uma prova que o “Relho Trançado” não era para Gildo de Freitas.


Mas vamos tratar do facão e fiquem com a letra:


Facão de Três lista

Eu mandei fazer no ano passado 
Um facão três listra aço temperado
Pra fazer parelha com relho trançado
Por que novamente fui desafiado
Agora é um outro do pelo mais duro 
Esse não é velho é um cara maduro
Diz que vem armado pra brigar seguro
O que eu faço nele pros meus fãs eu juro
O relho por cima e o facão por baixo 
E esse cara macho corto a laço e furo

O velho e o filho do relho trançado
Vieram na briga e eu deixei marcado
Calaram a boca com o lombo coçado
Agora é a vez do meu facão listado
Esse outro cara é mais macho e tem crista
E ele quem se gaba, bom propagandista
Diz que atira bem e não é curto de vista 
Ele é valentão e eu sou repentista
Meu relho te pega corta e abre rombo 
Estréio em teu lombo meu facão três listado

Eu vou bater forte na hora da briga 
Te marco nas costa e ponteio a barriga
Tu, é ordinário e deus não me castiga 
O facão te pega e de mim tu desliga
Pra marca do relho recomendo sal 
Pra marca do três lista é outro material
Põe erva de bicho que é medicinal
Ou procure a porta de algum hospital
Valentão que eu pego chora e me obedece
E jamais esquece o facão especial

Guardei teu recado e a tua proposta 
Respondo cantando não sei se tu gosta
O que me interessa é te dar a resposta 
Depois te marcar com três listas nas costas
Quem manda recado jamais eu esqueço 
Quero que anote o meu endereço
Eu moro na glória e medo eu não conheço 
E sabe os lugares onde eu apareço
Meu facão três lista no dia se solta 
E mando de volta com couro do avesso.

------------------------------------------------------------


O que novamente serve como argumento para afirmar que “Facão de três listas” não é para Gildo de Freitas é que não há na discografia do Gildo nenhuma música gravada que pudesse ser uma provocação ao Teixeirinha por volta dos anos de 1972,1973 e 1974.


“Por que novamente fui desafiado”

Gildo de Freitas não desafiou Teixeirinha.


“Diz que atira bem e não é curto de vista”

Em nenhuma música da época Gildo trata deste tema.


“Guardei teu recado e a tua proposta 
Respondo cantando não sei se tu gosta”

Não ouve recado e nem proposta por parte do Gildo. Mas se não era para Gildo de Freitas, para quem seria a música “Facão de Três Listas” ?



O Gaúcho dos Pampas para o Brasil


O titulo se parece muito com o nome de algum Lp do Teixeirinha. Com musicas como “Burro Picaço” e “Deixando o Rio Grande”, Rodrigo (ainda não descobri seu sobrenome) em meados da década de setenta construía sua carreira plagiando as músicas do Teixeirinha. Já não bastasse isso ele copiava sem descaramento os nomes de Lps do Teixeirinha.


Natural de Santa Maria, Rodrigo fez seu nome em Pelotas, onde matinha nos anos 70 um programa de radio. Mas não era só com Teixeirinha que ele arrumou briga, teria contra si a ira de alguns aspirantes a músicos que ele prometia colocar no disco, mas jamais cumpria apesar de recebido para isso.


E ele tinha uma estratégia, se na sexta-feira Teixeirinha se apresentaria em Caxias do Sul, por exemplo, o Rodrigo com seu repertorio plagiado se apresentava na mesma cidade na quarta e talvez na quinta-feira, mas já preparando a fuga da cidade para não se encontrar com Teixeirinha.


Reza a lenda que numa certa feita Teixeirinha tentou desmarcar o tal Rodrigo em Passo Fundo e chegou tentar encontrá-lo em um Hotel provido na mão esquerda do famoso Facão e na direita do Relho, mas covardemente o plagiador teria fugido por uma janela, mas isso é lenda e carece de maiores provas.


Mas com muita satisfação trago pela primeira vez na Internet a letra da música “Defeito de Dois Gaúchos” do Rodrigo . Trata-se de uma música cujo dois personagens são nada mais e nada menos do que Gildo de Freitas e Teixeirinha.


Pela primeira vez temos a comprovação que as supostas brigas entre Teixeirinha e Gildo de Freitas continham mais personagens que por razões desconhecidas permaneceram até agora ignorados mas felizmente o Blog Gildo de Freitas com o compromisso com a verdade traz para todos os seus leitores.

Fiquem com a letra da música “Defeito de Dois Gaúchos”:


Composição: Rodrigo

Álbum: Gaúcho dos Pampas para o Brasil

Ano:?


Defeito de Dois Gaúchos


Lá no Rio Grande têm dois Gaúchos

E todos eles bom compositores

Só que o primeiro é simples demais

É educado e têm muito valor

E o segundo é mui egoísta

E além disso é exaltador

E se comparara ao rei do Rio Grande

Tu és um louco e pensa que é doutor

-Pra ser doutor têm que ter diploma da medicina índio velho!


Este primeiro que eu estou falando

Além de tudo é mais repentista

Quando ele canta para sua platéia

Faz amizade e o povo conquista

É mais Gaúcho e têm mais pureza

Canta bonito e com sinceridade

Aonde chega cria bons amigos

E vai embora deixando saudades


São dois gaúchos crias do Rio Grande

Aonde canta tudo mundo aceita

Só têm um deles que eu não digo o nome

Mas o bom mesmo é o Gildo de Freitas

É homem humilde mas porém sincero

Trata os seus fãs com delicadeza

E não é falso para os seus amigo

É um dom que trouxe de natureza


Porém o segundo eu não digo nada

Mas vou lhe dar uma satisfação

Pois tu pergunta pra o Gildo de Freitas

Meu endereço está em sua mão

Faço amizade com gente honesta

Nunca cai em contradição

Meu nome é Rodrigo para os colegas

Mais um gaúcho de tradição



O defeito do Gildo!


Pois então o Rodrigo para provocar Teixeirinha fez a exaltação do Gildo de Freitas e existem algumas razões para tentar compreender o fogo cruzado que se tornou essa guerra de rimas.


E além disso é exaltador (Defeito de Dois Gaúchos - Rodrigo)


E ele quem se gaba, bom propagandista (Facão de Três Listas – Teixeirinha)

Pois tu pergunta pra o Gildo de Freitas

Meu endereço está em sua mão (Defeito de Dois Gaúchos- Rodrigo)


Quero que anote o meu endereço
Eu moro na glória e medo eu não conheço 
E sabe os lugares onde eu apareço(Facão de Três Listas – Teixeirinha)

    Existe alguns versos que permitem finalmente imaginar que o possível alvo do Teixeirinha
seja de fato o Rodrigo, principalmente no verso “Sabe os lugares onde eu apareço” possível alusão
a estratégia do Rodrigo de fazer apresentações um ou dois dias antes na cidade aonde Teixeirinha
vai se apresentar.

   Mas evidentemente que ha muita coisas no “Facão de Três Listas” que não se reflete
no “Defeito de Dois Gaúchos” mas alguns versos podem ser fofocas e quem sabe
apresentações ao vivo. E não se pode se descartar que haja mais músicas do Rodrigo
para provocar Teixeirinha pois ainda não conclui a pesquisa fonográfica a respeito do
Rodrigo o Gaúcho dos Pampas para o Brasil e essa tarefa está bastante difícil
.

Faço e não digo e tu diz e não faz


Mais uma vez Gildo de Freitas volta a contra-atacar e seguindo o mesmo tom da “Resposta do Relho Trançado”, Gildo não ameaça Teixeirinha com nenhuma arma.

Tal como a “resposta do relho trançado” a música “resposta do facão de três listas” pertence ao Long Play “Gildo de Freitas E Seus Convidados” de 1975.

Fiquem com a letra:


Resposta do Facão Três Listas


Há uma história de um facão três listas

Que um artista pôs em gravação

Dizendo ele ser homem valente

Linha de frente com aquele facão

Já fez até um relho trançado

E preparado pra brigar bastante

Diz que peleia e é metido a guapo

É bate papo desse ignorante.

-Háhá! É conversa fiada, barulho

de prato não é comida vivente.


Eu não peleio, mas cantando eu ripo

Homem do teu tipo não dá peleador

Nem a facão,com relho ou a bala

Tipo desse iguala só dá falador.

Não tenho medo de facão três listas

E nem tão pouco do relho trançado

Eu levo a vida como um bom artista

Nasci com calma e nem sou assustado.

-Háhá! Depois da tempestade vem calmaria vivente.


Gritar no rádio não é ter topete

É só manchete pra fazer banzé

Acha que a briga é muito bonita

Prende-lhe o grito e não diz tu quem é.

Até meus fãs pensam que é comigo

Se for eu digo que estou sempre às ordens

Em pensamento não mato e nem morro

E o cachorro que late não morde.

-Háhá!Todo guaipeca é barulhento.


Eu tenho medo é da tua coragem

Pela bobagens de fazer cartaz.

Que eu sou gaúcho do sistema antigo

Faço e não digo e tu diz e não faz.

E eu não quero é que me ameace

A minha classe com o teu modelo

Eu me criei lidando com facão

E amanso um leão passando a mão no pêlo.

-É isso aí, e o bichinho termina se

entregando que trabalha até em circo.


Peço a meus fãs não se preocuparem

E nem encarem essa facão três listas

Porque meus versos servem de conselho

Eu tiro o relho e o facão do artista.

Só tiro as armas, mas não bato nele

Só digo a ele não fazer de novo,

Faz que nem eu que canto e não brigo,

E sou amigo de todo esse povo.

Faz que nem eu que canto e não brigo,

E sou amigo de todo esse povo.


Gildo de Freitas além de chamar Teixeirinha de ignorante (na Res. Relho também fez uso) ainda fala que Teixeirinha só que fazer cartaz como esse papo de facão e relho. Apesar de tentar fazer Teixeirinha largar as armas, Gildo de Freitas -como não poderia ser diferente- se coloca a disposição para um confronto com Teixeirinha.

E de fato as músicas que viriam a dar prosseguimento a essas disputas de versos refletem que ouve um recrudescimento na amizade desde então.


Para quem era o Facão?


Mas o que percebemos claramente é que mais uma vez a música “Facão de Três Listas” do Teixeirinha não teve como alvo Gildo de Freitas, entretanto não firmei convicção que tenha sido para o Rodrigo mas evidentemente é uma grande possibilidade que seja para ele a música.

É muito interessante essa música do Rodrigo “defeito de dois gaúchos” que dá uma visão diferente sobre as brigas de versos entre Gildo e Teixeirinha, que não se resumiam somente a eles. Teixeirinha tinha muitas razões para escrever um “facão de três listas” para o Rodrigo, afinal o sujeito além de plagiar músicas, nomes de discos ainda atacou o Rei do Disco na música “Defeito de Dois Gaúchos” de forma bem agressiva.


Em agosto a questão volta a ficar entre Gildo de Freitas e Teixeirinha, desta vez o iminente rompimento entre o Rei dos Trovadores e o Rei do Disco será discutida e também nesse artigo dará ainda uma visão mais clara sobre estes dois últimos artigos em que tratamos do Relho e do Facão.


Se existir qualquer discordância com os artigos, convido-os para entrar em contato pelo e-mail jaisondb@gmail.com ou deixar recado na caixa de mensagens.

Um comentário:

wesley souza marques disse...

nao sei se observaram a música cachorro velho que o teixeira fez umilhando o rei dos trovadores gildo era perigoso segundo muitos aqui do rio grande mas o teixeirinha inticava.